banner

Tenham todos uma ótima semana!!!
[LOCALIZADOR DE PÁGINAS]

quarta-feira, 23 de junho de 2010

MOTO CLUBE... Kardume do Asfalto!

***
> Let me take you there - Plain White T's

Video-Slide de:
http://kardumemotogrupo.blogspot.com/
**********************************************************************************************

Bem amigos, para provar que estamos cercados de companheiros ecléticos, vejam o nosso amigo Amarildo (Assistência Técnica) - Sim!... Nada mais nada menos que o próprio diretor do moto clube "Kardume do Asfalto".

Além de viajar e conhecer como poucos, os quatro cantos desse imenso país, levando o nome da empresa em que trabalha. Amarildo vive grandes emoções sobre duas rodas, dividindo muitas estórias com a grande familia do moto clube.

Quero aproveitar esse Post para deixar algumas linhas a respeito dos Moto Clubes.
O texto que se segue é de autoria d
e Robson Guerreiro -Presidente do Guerreiros de São Jorge Moto Grupo (http://www.rotaxmotoclube.org.br/news.asp?tipo=T&offset=20) ... Juntamente do texto anexei fotos do último encontro do Kardume do Asfalto, no Papa-léguas Lanche - Aqui mesmo em Taubaté.... COMO COMEÇARAM OS MOTO CLUBES?
Moto clube ao contrário do que os leigos e desinformados pensam não é um grupo de motociclistas que se reúnem para lazer e seus integrantes usam nas costas um brasão por estética! Moto clubes são associações baseadas na Irmandade e Tradição. Hoje em dia precisamos diferenciar um moto clube das centenas de grupos populares que existem.

Podemos citar como exemplo os "caçadores de troféus", ou seja, grupos ou pessoas que vestem colete e um brasão qualquer nas costas sem saber seu real significado apenas para conseguir lembranças em eventos.


INFORMAÇÃO HISTÓRICA DO SURGIMENTO:
A história do surgimento dos Moto Clubes é de certa forma complexa, pesquisando
você encontra informações que associam o surgimento, em parte, ao final da guerra onde ex-militares e pilotos no pós-guerra teriam feito da moto o veículo de busca de adrenalina formando diversos grupos como Pissed de Bastardos, 13 Rebels e os Yellow Jackets, esses da Califórnia.

Nessa época já usavam identificação do grupo e mais tarde foram desenvolvendo os escudos (brasões) que passaram a
defender e adaptavam as regras da hierarquia militar em uma irmandade formada por cargos eletivos das associações. Sabemos que muito antes disto os motociclistas já haviam percebido as vantagens de andar em grupo e já existiam associações que eram entidades sociais de pessoas que andavam de motos.

No Brasil a primeira associação fundada em 1927 foi o Moto Club do Brasil sediado na Rua Ceará no Estado do Rio de Janeiro, alguns anos depois, mais precisamente

em 1932 surgiu o Motoclub de Campos.
Lá fora, nesta época (década
de trinta) estavam surgindo moto clubes com tendências mais rígidas e muitos acontecimentos vieram a expor a imagem do motociclista ao ridículo principalmente pela imprensa sensacionalista da época que acusava os motociclistas de arruaceiros, desordeiros e outros pormenores e, mais tarde, algumas produções de Hollywood serviram para incentivar verdadeiros predadores a criarem moto clubes e constituirem verdadeiras gangues, o que fez da década de 50, uma página negra na história do motociclismo.

Aí está o porque do motociclista ainda nos dias de hoje ser
muitas vezes taxado como mau elemento, mas isso está mudando, pena que ainda somos confundidos com motoqueiros que aparecem em nossos encontros fazendo arruaças (estouro de escapamento, borrachão com pneu e etc) ou até mesmo promovem encontros que são na verdade feiras comerciais e nada a têm a ver com nossos princípios.

Mais tarde, já na década de 60 as motocicletas voltaram a ser tema de Hollywood com Elvis Paisley, Roustabout e Steve McQueen com A Grande Fuga, uma série de filmes que chegou ao seu auge com Easy Riders.

Finalmente inicia-se a mudança da imagem do motociclista com o
início da fase romântica do motociclismo, que perdurou até o final da década de 70. Este período fixou o motociclista como ícone de liberdade e resistência para o sistema. No Brasil nessa época surgiu em São Paulo-SP o Zapata MC (1963) e já no final da década no Rio de Janeiro o Balaios MC (1969) grupo este que já seguia os novos padrões internacionais e o princípio de irmandade.

A partir da década de 70 viu-se a implantação de diversos moto clubes pelo mundo, a maioria já seguindo o princípio de hierarquia e irmandade. No Brasil a popularização iniciou-se na década de 90, quando diversos fatores já contribuíam como a
disseminação de marcas de motos pelo mundo e a liberação da importação pelo governo do presidente Collor.

Hoje muita coisa anda desvirtuada, moto clubes são criados a revelia por pessoas que desconhecem a história e sequer sabem o significado de um brasão e muito menos seguem o princípio de irmandade.

Os moto clubes autênticos são forçados a criar campanhas para evitar abusos e coibir arruaceiros em seus eventos, em contrapartida a cada dia são criados
novos eventos que nada têm a ver com as tradições, na verdade são eventos que enriquecem empresários que aproveitam da popularidade para atrair admiradores de motos, já que os motociclistas autênticos passam longe...
Texto de:
Robson Guerreiro -Presidente do Guerreiros de São Jorge Moto Grupo
(http://www.rotaxmotoclube.org.br/news.asp?tipo=T&offset=20)

Pra finalizar... Um video do pessoal em Ubatuba: video
Kardume do Asfalto - Ubatuba city

Nenhum comentário:

Postar um comentário

[LOCALIZADOR DE PÁGINAS]
Home Pagepg.63pg.62pg.61pg.60pg.59pg.58pg.57pg.56pg.55pg.54pg.53pg.52pg.51pg.50pg.49pg.48pg.47pg.46pg.45pg.44pg.43pg.42pg.41pg.40pg.39pg.38pg.37pg.36pg.35pg.34pg.33pg.32pg.31pg.30pg.29pg.28pg.27pg.26pg.25pg.24pg.23pg.22pg.21pg.20pg.19pg.18pg.17pg.16pg.15pg.14pg.13pg.12pg.11pg.10pg.09pg.08pg.07pg.06pg.05pg.04pg.03pg.02Last Page